Pular para o conteúdo
Voltar

Bombeiros do Futuro e Musicalizar recebem primeira dama do Estado de Mato Grosso no 1º BBM

Augusto Pereira | CBMMT

A | A

O 1º Batalhão de Bombeiros Militar nesta sexta (08/11) recebeu a visita da primeira dama, Virgínia Mendes, para apresentar alguns dos projetos sociais desenvolvidos pelo Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso. O maior batalhão de bombeiros de Cuiabá recebeu pela segunda vez as crianças do projeto social Musicalizar, que fizeram uma apresentação de flauta doce para o comando do batalhão e para a primeira dama. Além do Musicalizar, também visitaram o Batalhão Cacique, os alunos do Bombeiros do Futuro do bairro Ribeirão do Lipa, de Cuiabá.

O projeto Bombeiros do Futuro, na Baixada Cuiabana, soma 150 alunos distribuídos nos pelotões de Poconé, Cristo Rei (Várzea Grande) e Ribeirão do Lipa (Cuiabá). A diretora Maria Estevina, da Escola Municipal da Educação Básica Maria Tomich, conta que os alunos que participam do projeto estão mais atentos para a disciplina, justamente pelas noções de civismo aprendidas com os bombeiros. “Mesmo os que não estão no projeto buscam melhorar pela influência dos Bombeiros do Futuro”, afirma a educadora.

A primeira dama, Virgínia Mendes, assistiu a uma apresentação dos resultados dos projetos, com número de crianças alcançadas e atividades realizadas. Em seguida assistiu a uma apresentação dos alunos do Musicalizar que apresentaram um trecho da 9º Sinfonia de Beethoven e uma música natalina que fará parte das comemorações de final de ano. Na ocasião a primeira dama afirmou que irá contribuir com novos instrum,entos para o Musicalizar.

As boas vindas foram dadas pelo Comandante do Batalhão Cacique, Tenente Coronel Queiroz. “É uma satisfação receber a primeira dama, não somente no nosso quartel, mas especialmente para apresentar os projetos sociais que são tão importantes”.

O Tenente Ednaldo Ferreira, coordenador de Projetos Sociais do CBMMT, contou que a intenção da corporação é alcançar mais crianças, mas para isso é preciso parcerias. “Os estudantes do Musicalizar estão com duas músicas prontas para a apresentação. Parece pouco, mas isso foi desenvolvido junto com conceitos de teoria musical, cidadania, educação e respeito. Eles já se sentem incluídos em algo maior e muito nobre”, afirmou o Ten Ednaldo.

Fábia Cintra, mãe da aluna Beatriz (9 anos), conta que viu uma matéria na imprensa sobre as vagas para o Musicalizar e se interessou na participação da filha. “Ela já participou de outro projeto musical, o Ciranda, mas ficava longe para nós. Quando vi o Musicalizar no Aecim Tocantins, vi que seria mais fácil por estar mais próximo”. A pequena Beatriz conta que já sabia tocar, mas “com os bombeiros tem outras coisas para aprender e novas amizades”. A mãe de Beatriz conta que ela já tem um novo sonho de profissão, ser bombeira.