Pular para o conteúdo
Voltar

Professores da UFMT falam sobre importância do exercício físico no tratamento do câncer

A palestra faz parte do “Circuito saúde do homem”, uma série de eventos promovidos pela Sesp que visa a prevenção ao câncer de próstata
Letícia Corrêa | Sesp-MT

- Foto por: Assessoria/Sesp
A | A

A Secretaria de Segurança Pública (Sesp-MT) recebeu nesta quarta-feira (13.11), pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para abordar o tema “A contribuição do exercício físico no tratamento não farmacológico do câncer”. A palestra faz parte do “Circuito saúde do homem”, uma série de eventos promovidos pela Superintendência de Gestão de Pessoas da Sesp, em alusão ao Novembro Azul (mês dedicado a prevenção ao câncer de próstata).

Os palestrantes são do Núcleo de Pós-Graduação de Ciências da Saúde e trabalham atualmente em parceria com o Hospital do Câncer de Mato Grosso.

“Nós abordamos a prevenção e tratamento de câncer utilizando a abordagem do exercício físico, como uma terapia que contribui para o tratamento do câncer em si, além da prevenção. Sabemos que a prática regular do exercício físico enquanto prevenção contribui e combate a patologia, porém enquanto tratamento é algo inédito tanto a nível de Mato Grosso, quanto a nível de Brasil”, explica o professor Roberto.

Segundo uma das organizadoras, a servidora Rosária Ormond, o objetivo é atingir todos os servidores e despertar o autocuidado no público masculino da Secretaria.

“Nós estamos fazendo ações dentro da Sesp e dentro das unidades do Socioeducativo, Politec e Fundação Nova Chance. Como citado na palestra, nós sabemos que o homem tem maior dificuldade de aderir a algo, tanto exercício físico como autocuidado, a ir ao médico, fazer check-up. Mas sabemos que quando se tem cuidado a qualidade de vida é maior e, consequentemente, a produtividade no trabalho também”, afirma Rosária.

Para o servidor Bruno Malheiros, a palestra foi importante para entender como o câncer funciona. “Pude compreender como ele atua no nosso sistema e principalmente como o exercício físico ajuda a inibir a doença no nosso corpo. Ações como essas são fundamentais para incentivar os cuidados com a saúde”.

Câncer de próstata

O câncer de próstata é o mais frequente entre os homens, ficando atrás somente do câncer de pele. Segundo dados apresentados pelos pesquisadores, 31% dos novos casos de câncer em homens são de próstata. Estão no maior grupo de risco homens com idade acima de 50 anos. Também são fatores de risco para desenvolver a doença o histórico familiar, fatores hormonais, ambientais, dieta rica em gorduras, sedentarismo e excesso de peso.

Para o professor Fabrício, é importante ter um mês específico para as pessoas lembrarem de realizar os exames preventivos, mas os resultados seriam mais positivos se os cuidados fossem durante todo o ano. 

"O novembro azul é para ser uma coisa pontual ao longo do ano, mas o ideal é que a prevenção ocorresse o ano todo para qualquer tipo de câncer. Se concentra muito as forças na campanha do câncer de próstata e de mama porque são mais fáceis de serem detectados com exames de rotina dos pacientes. Esses são dois tipos de câncer que se detectados no início as chances de cura são grandes”, afirma.

(Sob supervisão de Hérica Teixeira)