Pular para o conteúdo
Voltar

Mãe de preso é detida suspeita de tentar entrar com receita falsa na PCE

Direção do hospital informou que o médico que assinava o documento sequer trabalha na unidade
Débora Siqueira | Sesp/MT

A | A

A mãe de um homem preso por tráfico de drogas foi detida após os agentes da Penitenciária Central do Estado receberem uma denúncia de que ela tentaria entrar na unidade com um falso atestado de receituário de controle especial. Ela foi levada para a Central de Ocorrências da Polícia Civil.

Ela levou Dipirona, Sulfato Ferroso (40mg), Elprazol (20mg), Complexo B, Diclofenaco de Sódio e pomada Neocetheo 10mg (que alegou ser para tratar dor de cabeça, anemia e unha inflamada) e receituário falso de controle especial.

Ao entrar em contato com o hospital, a unidade disse a direção da Penitenciária que o médico que assinava o documento sequer trabalha no hospital. O preso, inclusive, sequer saiu da penitenciária para atendimento com o médico que assinou a receita.

Na delegacia, a mãe alegou que um professor da UFMT passou para ela a receita assinada e carimbada por outro médico, amigo dele.

O caso será investigado pela Polícia Civil.