Pular para o conteúdo
Voltar

Unidade penal de Sinop recebe escâner corporal e amplia espaço

Com o incremento do aparelho, a penitenciária ganha reforço na repressão de entrada de objetos ilícitos, tais como, drogas e celulares
Hérica Teixeira | Sesp-MT

- Foto por: Assessoria/Sesp-MT
A | A

Em menos de uma semana, o Sistema Penitenciário de Mato Grosso foi contemplado com duas obras de ampliação. A mais recente foi na unidade Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira (Ferrugem), de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá), que inaugurou, nesta quinta-feira (10.09), a reforma na recepção da Penitenciária e, por meio do incremento estrutural, foi possível dispor do escâner corporal no setor.

A obra serviu para adequar a parte elétrica, forro, hidráulica e a ampliação da recepção. Ao todo, foram investidos R$ 50 mil para compra de materiais de construção e a mão de obra foi dos reeducandos. O Sistema Penitenciário é uma pasta adjunta da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT). A penitenciária de Sinop tem mais de 880 recuperandos.

“Essa obra é importante porque precisávamos reestruturar nosso espaço para abrigar o novo equipamento, que é uma ferramenta para aumentar a repressão de entrada de objetos ilícitos na unidade”, enfatizou o diretor da Penitenciária, Roni de Souza.



O escâner corporal foi doado pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Também receberam os equipamentos as unidades penais de Cuiabá, masculina e feminina, Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC) e Ana Maria do Couto May e as unidades dos municípios de Várzea Grande, Cáceres e Água Boa. A Penitenciária Central do Estado (PCE) e a Mata Grande, em Rondonópolis, já possuem o escâner corporal, porém custeado pelo Estado.

“Mais uma obra que a adjunta de Administração Penitenciária realiza em parceira com as instituições sem fins lucrativos, resultado do modelo de gestão com foco no fortalecimento da segurança dos servidores e da unidade penal, parabenizo todos os servidores da Penitenciária de Sinop, em especial a equipe que está na linha de frente no combate à Covid-19”, ressaltou o secretário adjunto, Emanoel Flores.

A solenidade de inauguração foi realizada na manhã desta quinta-feira (10.09), na sede da unidade, em Sinop. Além do secretário adjunto, Emanoel Flores, estiveram presentes também a superintendente regional Oeste do Sistema Penitenciário, Simone Lira.

Projetos de ressocialização

Ainda durante a visita, o secretário Emanoel Flores conheceu os projetos que integram os reeducandos em atividades laborais, a exemplo do espaço disponível para corte e costura. Pelo ateliê, os reeducandos têm produzido, nos últimos meses, as máscaras de tecidos.



Outras atividades desenvolvidas intramuros são a serigrafia, e o projeto Semear, que plantou dentro da unidade mais de 120 mil mudas de abacaxi e a colheita está prevista para os próximos meses.

Os reeducandos trabalham também na fabricação de bolas de couro. Uma novidade da penitenciária é a construção do tabuleiro, feito de lona e as peças para jogar xadrez, feitas em madeira.

“Foi muito boa a visita do secretário porque foi a oportunidade de demostrar as atividades que estamos realizados com os reeducandos”, enfatiza o diretor Roni.

Mais reformas

Na última terça-feira (08.09), foi efetivada a reforma de um raio na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, em Cuiabá. Com a obra, a unidade ganhou 15 novas vagas.

Foram investidos R$ 30 mil na compra de materiais e mão de obra. A estrutura já vem com as camas e o banheiro. A reforma também adequou os espaços às novas normas adotadas pelo Sistema Penitenciário, dentre elas, a restrição de objetos e ausência de tomadas elétricas. Cada cela tem o sistema de energia e refrigeração do lado externo.