Pular para o conteúdo
Voltar

Polícia Civil deflagra operação para coibir receptação de veículos na região metropolitana

As ações fiscalizatórias serão realizadas em garagens identificados como possíveis pontos de receptação de veículos e peças de origem ilícita
Camila Molina | Polícia Civil-MT

- Foto por: PJC-MT
A | A

O combate ao crime de receptação de automóveis e peças de veículos é um dos focos da operação Compra Segura, deflagrada pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA).

A operação tem o objetivo de realizar ações fiscalizatórias em garagens e oficinas da região metropolitana, identificados em investigações da DERRFVA como possíveis pontos de receptação de veículos e/ou de partes deles.

Segundo o delegado da DERRFVA, Gustavo Garcia Francisco, os trabalhos serão desenvolvidos semanalmente em estabelecimentos comerciais, alvo de investigação como forma de coibir a receptação de veículos e peças produto de crime.

"A operação engloba uma série de ações que acontecerão de forma constante, seguindo planejamento da delegacia, com objetivo reprimir a receptação de automóveis provenientes de roubos e furtos, bem como para identificar sinais de adulteração nesses veículos", disse.

Até o momento, as ações já foram realizadas em cinco pontos da região metropolitana, entre eles, os distritos de Nossa Senhora da Guia e Água Fria, município de Acorizal e nos bairros Praeirinho e CPA, em Cuiabá.

“O crime de receptação fomenta a criminalidade violenta e difusa, aumentando os índices de roubos e furtos de veículos, para abastecimento desses comércios que adquirem o produto mesmo sabendo da sua origem ilícita”, explicou Gustavo.

Primeiros resultados

Em uma das ações, realizada no dia 18 de fevereiro, os policiais da DERRFVA encontraram em uma oficina especializada em motocicletas na Capital, várias peças retiradas de veículos com restrição de roubo e furto, além de duas motos de origem ilícita.

Na ocasião, três pessoas foram presas em flagrante, entre elas um casal identificado como autor do furto de uma motocicleta e a esposa do proprietário da oficina que responderá pelos crimes de receptação e associação criminosa.

Em outra diligência da operação, desta vez no distrito da Guia, dois homens envolvidos com receptação de motocicletas furtadas foram presos em flagrante, pelo crime de adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

As investigações levaram os policiais da DERRFVA até uma residência no distrito que funciona como oficina e supostamente estava comercializando peças de motocicletas furtadas. No local, os investigadores encontraram duas motocicletas com sinais de adulteração e um chassi de motor também possivelmente adulterado.