Pular para o conteúdo
Voltar

Gefron recupera oito veículos roubados em menos de 48 horas

Apreensões e prisões de suspeitos foram feitas de sexta-feira (20) a domingo (22) na região da fronteira com a Bolívia
Joanice de Deus | Sesp-MT

Gefron apreendeu veículo durante a Operação Hórus - Foto por: Gefron-MT
Gefron apreendeu veículo durante a Operação Hórus
A | A

O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) recuperou em um intervalo de menos de 48 horas oito veículos roubados ou furtados, durante a Operação Hórus – Guardiões das Fronteiras, realizada entre sexta-feira (20) e domingo (22). 

Ao todo, as cinco caminhonetes, os dois carros populares e um caminhão, somados, custam cerca de R$ 1 milhão.

A operação combate de roubos e furtos de veículos, impede a entrada de drogas, armas e contrabandos no país por meio das forças integradas de segurança pública. Uma das ocorrências foi registrada na sexta-feira (20.01), no Posto Limão, na BR-070, em Cáceres (225 Km a Oeste de Cuiabá), quando um Toyota Spacio, que trafegava sentido Brasil/Bolívia em atitude suspeita, foi recuperado. 

No carro, estavam três pessoas, que transportavam mercadorias sem nota fiscal, totalizando 1.570 pares de meias; 21 embrulhos de roupas íntimas femininas; e 252 peças de cuecas, provenientes de descaminho da Bolívia para o Brasil. O trio, o veículo e os materiais foram encaminhados à Inspetoria da Receita Federal de Cáceres.

Ainda na sexta, policiais do Canil Integrado de Fronteira (Canilfron) receberam informações, por meio do Centro de Operações do Gefron, sobre um caminhão de cor branca, que teria sido furtado e que estaria indo em direção a Cáceres. De imediato, a equipe foi até o local e abordou o caminhão.

Os policiais constataram que o veículo tinha sido furtado em São Paulo, no dia 20 de janeiro de 2022. O condutor e o veículo foram encaminhados para Delegacia Especial de Fronteira (Defron) da cidade.

Já em Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km a Oeste de Cuiabá), durante patrulhamento pela MT-199, as forças de segurança abordaram um Fiat Toro, de cor preta, que seguia sentido Brasil/Bolívia com dois ocupantes. Durante a abordagem, os policiais notaram a adulteração de sinal identificador de veículo.

Os suspeitos admitiram que levariam o veículo para a Bolívia e que receberiam R$ 2 mil pelo serviço. 

No sábado (21.01), durante patrulhamento pela BR-174, em Porto Esperidião (326 km a Oeste de Cuiabá), a força-tarefa encontrou uma Toyota Hilux, de cor prata, que seguia sentido o Pontes e Lacerda. Porém, o condutor do veículo não respeitou as ordens de parada e fugiu, mas foi preso logo depois na mesma rodovia. Havia registro de ocorrência de roubo e/ou furto em Cuiabá.

O condutor admitiu que levaria o veículo para Pontes e Lacerda e que para isso receberia R$ 3 mil. O suspeito e o veículo foram encaminhados para a Delegacia Especial de fronteira em Cáceres.

Ainda no sábado, a equipe do Gefron e do 1° Pelotão do 17° Batalhão da Polícia Militar de Porto Esperidião, em patrulhamento pela MT-250, abordou o motorista de um Toyota RAV 4, de cor preta, que seguia sentido Brasil/Bolívia. Verificou-se, então, que o condutor não tinha Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e que havia uma restrição judicial (penhora e transferência) para o veículo. Aos policiais, ele disse que o carro seria levado para uma propriedade rural próxima ao país vizinho e que receberia R$ 2 mil.

Outro veículo foi apreendido na manhã desse domingo (22.01), em Alto Taquari (479 km ao Sul de Cuiabá), depois que equipes do Gefron, do 15º Batalhão Militar de Alto Araguaia, do 10° Comando Regional de Vila Rica e da Polícia Militar de Goiás, receberam informações de que um Fiat Toro, de cor branca, e outros veículos com suspeita de irregularidades, estavam circulando pela cidade.

Foram feitas buscas e, durante o patrulhamento, o veículo foi encontrado na garagem de uma casa. No local, uma pessoa foi abordada e afirmou trabalhar com compra e venda de veículos.

Porém, o Gefron constatou que o Fiat Toro, avaliado em R$ 110,5 mil, tinha sido roubado no Rio de Janeiro. No imóvel, foi encontrado ainda um Honda/HR-V, de cor cinza, avaliado em R$ 116,4 mil, roubado em Brasília (DF). Ambos os carros apresentavam indícios de adulterações em seus sinais identificadores.

Na residência, havia também um Audi/A3 branco, no valor de R$ 82,2, mil, com sinais identificadores adulterados. O suspeito possuía passagens por roubo de veículos.