Pular para o conteúdo

Ministério de Justiça

LIGUE 132

O Ligue 132 é um serviço gratuito, anônimo e confidencial. O atendimento funciona 24 horas por dia e fornece orientações e informações sobre drogas por telefone, atendendo todas as regiões do Brasil.

Além de orientar e informar sobre drogas, o serviço também presta aconselhamento aos familiares que possuem parentes em sofrimento em decorrência do uso ou do abuso de drogas, além de prestar assistência à saúde via telefone, fazer acompanhamento de casos e informar locais de tratamento conforme a conveniência da pessoa que procura o serviço. Uma das estratégias para a condução do atendimento é o método da Intervenção Breve Motivacional (IBM), por isso cada atendimento é personalizado, e cada ligação é um caso diferente.

Os consultores do serviço são profissionais de saúde, educação e assistência social. A diversidade das áreas de atuação é importante pelo fato de o tema drogas envolver diferentes aspectos da vida dos dependentes e dos seus familiares. Profissionais com nível de mestrado e de doutorado em temas relacionados às drogas são responsáveis por supervisionar e monitorar as ligações e podem auxiliar em qualquer dúvida mais específica que possa surgir.

Objetivos:

  • Prestar informações sobre drogas com base em dados científicos e estudos epidemiológicos atualizados.
  • Oferecer aconselhamento telefônico personalizado (IBM) a usuários de drogas e familiares.
  • Prestar assistência à saúde a distância (acesso fácil, gratuito).
  • Informar locais de tratamento, conforme conveniência do indivíduo que liga para o call center.
  • Viabilizar recursos humanos, preparando-os para prestar informações e orientações sobre drogas.
  • Produzir pesquisa científica e aperfeiçoar métodos de intervenção apropriados à realidade brasileira.
  • Possibilitar a disseminação de informações escritas (material psicoeducativo).

O Ligue 132 foi inaugurado em junho de 2005 (com o nome de Viva Voz) pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD), em parceria com a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), em parceria com a Associação Mario Tannhauser de Ensino, Pesquisa e Assistência (AMTEPA).