16/04/2018 - 15:00

BARRA DO GARÇA
PM prende suspeito por tentativa de homicídio e mais três que estavam no veículo utilizado na fuga
Um deles se escondeu no bagageiro de malas de um ônibus para não ser detido
Eliana Bess | PM/MT

Na noite de domingo (15.04), às 19h20, no bairro Vila Maria, em Barra do Garças, após informações de disparos de arma de fogo contra uma pessoa no Bar Beer House, equipes do 5º Comando Regional conseguiram fazer o cerco ao veículo utilizado na fuga e prender parte dos suspeitos, sendo quatro deles. Um fugiu. Mesmo algemados, dois dos envolvidos ameaçaram os policiais dizendo que ainda os encontraria sem a farda, entre outros xingamentos. Também chutaram a viatura policial para não serem conduzidos.

Dois veículos estavam envolvidos no episódio, um Astra preto e uma caminhonete Triton branca. Os condutores seriam, do Astra, Eloide dos Santos, e da caminhonete, Welton Victor Ferreira Lopes, 32.

Segundo uma das vítimas (L.), que estava em pé no bar ao lado da testemunha P.H., o suspeito Eloide dos Santos, 39 anos, chegou e deu um murro em seu rosto, que veio a cair ao chão. O dono do bar retirou o agressor dali carregado,  mas ele voltou com uma arma e fez quatro disparos apontando a arma na direção de L. O dono do bar viu quando o suspeito foi pegar a arma na caminhonete, como várias testemunhas também presenciaram.  

Eloide teria pego a arma com Welton na caminhonete, e depois dos disparos, devolveu a arma para ele, que saiu do local. Eloide também fugiu do local no Astra preto com outras pessoas.

Um policial militar de folga viu o suspeito Eloide dirigindo em alta velocidade e quando ele teria abandonado o Astra na rodoviária e fugido a pé. No local, os policiais localizaram o suspeito escondidos dentro do bagageiro de malas de um ônibus, que se recusava a sair. Ele foi algemado.

No Astra estavam ainda Jureides Custódio da Silva, 47 anos, que desobedeceu as ordens dos policiais e não queria ser abordado, sendo necessário o uso diferenciado da força e algemado ao solo com técnicas de imobilização devido a resistência, e as supeitas M. C. L., 15 anos, e Juscileia Batista de Paulo, 38.

Outro suspeito chegou ao local a pé, Leonardo Batista dos Santos, 18 anos, que se encontrava com odor forte de bebida alcoólica e olhos vermelhos e perguntou por M.C.L. e Eloide. Ao ser informado que os mesmos estavam detidos, ele então começou a desafiar os policiais dizendo, entre outras coisas, que não valiam nada, que iria encontrá-los quando estivessem à paisana (sem fardas). Ele foi preso por desacato e ameaça.

Mesmo algemados na viatura, os suspeitos Leonardo e Jureides continuaram ameaçando os policiais, xingando-os de safados e vagabundos, entre outras palavras de baixo calão, e chutando o carro da polícia.

Os suspeitos foram encaminhados para a Central de Atendimento e para a Delegacia de Polícia. O suspeito Welton e a arma de fogo foram localizados. O dono do bar entregou uma cápsula de arma de foco tipo pistola calibre .380. A perícia também encontrou um projétil no local. O conselho tutelar também foi acionado, por conta da menor envolvida.

Residência

O suspeito Eloide autorizou buscas na sua residência, mas nada foi localizado. A casa estava aberta ao chegarem e o mesmo não quis fechá-la na saída, alegando que fica aberto porque outro filho mora na casa. Eloide se negou a fazer o teste de etilômetro, então foi feito o termo de constatação de embriaguês, onde foi apreendida a CNH e o veículo Astra.

A Sesp também está no Facebook, Flickr e Instagram. Siga-nos!